Dicas para reduzir custos

A compra de modelos adequados e o uso correto dos eletrodomésticos fazem com que eles sejam mais eficientes. Além de ficar atento à eficiência energética dos equipamentos, outras atitudes que também te ajudam a economizar na conta de luz são:

  • Lave o máximo de peças (louça e roupas) de uma só vez, sem, claro, sobrecarregar a máquina.
  • Coloque água fria, pois a água quente aumenta o consumo de energia.
  • Use a dose de sabão especificada no manual, para não precisar repetir o enxágue.
  • Junte as peças para passar de uma vez. Assim, não é preciso esquentar o ferro muitas vezes no mês.
  • No caso de ferros automáticos, passe primeiro as roupas que precisam de menos calor. Depois, passe as peças pesadas e, no final, após desligar o aparelho, aproveite o calor para passar as mais leves.
  • As geladeiras são responsáveis pelo maior consumo de energia nas residências e comércios: cerca de 30%
  • Regule o termostato (sistema que regula a temperatura da geladeira) sempre que possível. Assim, você evita que se forme muito gelo e diminui o consumo de energia.
  • Descongele periodicamente a geladeira, caso o aparelho não tenha essa função automática. O excesso de gelo no congelador faz com que o motor trabalhe 30% a mais do que o normal, consumindo mais energia.
  • Não deixe a porta da geladeira aberta mais tempo que o necessário e verifique se a borracha está em boas condições.
  • Evite colocar a geladeira próxima da parede ou do fogão.
  • Evite guardar alimentos quentes, pois o motor do equipamento precisará trabalhar por mais horas, aumentando o gasto de energia.
  • Os fornos elétricos levam praticamente o mesmo tempo para cozinhar a comida que os fornos tradicionais a gás, e não gastam muita energia.
  • Tire da tomada os aparelhos eletrônicos que não estão sendo utilizados, evitando o modo stand-by. Isso pode gerar uma economia de cerca de 15% nas contas de energia elétrica.
  • Mas, atenção: ligar e desligar os aparelhos com frequência pode diminuir sua vida útil. É melhor desligar os eletrônicos quando não forem utilizados por um período considerável de tempo (o decorrer do dia, por exemplo).
  • Caso o equipamento não tenha o modo stand-by, ligue-o em um estabilizador. Assim, sempre que precisar, poderá desligá-lo sem comprometer sua vida útil.
  • Feche portas e janelas em ambientes com ar-condicionado ligado e mantenha os filtros limpos.
  • Prefira sempre a iluminação natural.
  • Pinte o interior da sua casa com cores claras. Elas refletem mais luz e economizam energia elétrica.
  • Troque as lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou de LED. As de LED têm um nível de eficiência energética maior. Com uma de apenas 10 Watts (W) é possível iluminar um ambiente com a mesma intensidade que com uma incandescente de 60 W ou uma fluorescente compacta de 15 W. Elas são mais caras, mas têm uma durabilidade maior.
  • Ao sair do ambiente, apague a luz.
  • Use o chuveiro elétrico na posição verão ou morno e evite banhos demorados.
  • Se você consome mais energia fora do horário de pico, aderir à Tarifa Branca pode ser interessante.
Calcule suas emissões de gases de efeito estufa Descubra se a tarifa branca compensa pra você!

Saiba mais

Voltar

Inscreva-se para receber informações
sobre energia elétrica e sustentabilidade.

Sim, eu aceito os termos de uso

Inscrição realizada